Aprovada a criação do dia municipal da Saúde Mental

Os vereadores de Francisco Beltrão aprovaram nesta semana, o projeto de lei apresentado pela vereadora Fran Schmitz(PSDB), que institui o Dia Municipal da Saúde Mental. De acordo com a vereadora, o projeto tem como objetivo conscientizar os adultos, crianças e jovens de Francisco Beltrão sobre a importância do cuidado com a saúde mental, através do lazer, da convivência social saudável, atividades físicas e demais ações possam contribuir para o bem estar biopsicossocial, bem como, quando da presença de doença e/ou transtorno mental, de um diagnóstico profissional e do tratamento adequado, através do “Dia Municipal da Saúde Mental”.

Sabe-se que no Brasil, 23 milhões de pessoas (11% da população) necessitam de algum atendimento em saúde mental. Pelo menos 5 (cinco) milhões de brasileiros (2,4% da população) sofrem com transtornos mentais graves e persistentes, como a esquizofrenia e o transtorno bipolar.

Além do sofrimento óbvio devido aos transtornos mentais, existe um ônus oculto de estigma e discriminação enfrentado pelos portadores de transtornos mentais. Com a estigmatização de pessoas com transtornos mentais tem persistido ao longo da história, manifestada por estereotipia, medo, assédio, raiva e rejeição.

O transtorno mental severo compromete a capacidade de seu portador de interagir com a família e com a sociedade. Trata-se de uma restrição crônica que possui, entretanto, tratamentos capazes de oferecer um bom controle da sintomatologia. Deste modo a pessoa é capaz de retomar sua rotina. A sociedade, contudo, impõe severas restrições a esse processo de inserção. As limitações impostas pela doença são agravadas pela forte discriminação que sofrem essas pessoas em nossa sociedade.

O Dia Mundial da Saúde Mental é celebrado a 10 de outubro. Esta data foi criada em 1992 pela Federação Mundial de Saúde Mental.

A segunda discussão e votação do projeto foram acompanhadas pelos profissionais do Núcleo da Paz, e a psicóloga Marina Tibes disse que a aprovação da lei, auxilia no trabalho desenvolvido pelo núcleo e valoriza as ações de prevenção à vida, já praticada pelo grupo.

%d blogueiros gostam disto: